segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Cânticos XV - Cecília Meireles

Não queiras ser.
Não ambiciones.
Não marques limites ao teu caminho.
A Eternidade é muito longa.
E dentro dela tu te moves, eterno.
Sê o que vem e o que vai.
Sem forma.
Sem termo.
Como uma grande luz difusa.
Filha de nenhum sol.

Cecília Meireles

Nenhum comentário:

Postar um comentário