Mostrando postagens com marcador Rabindranath Tagore. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Rabindranath Tagore. Mostrar todas as postagens

sábado, 16 de junho de 2018

Mensagem de Bom Dia

Bom Dia !!!


A Mensagem de Bom Dia de Hoje é de Rabindranath Tagore, que foi um  Poeta, Romancista, Músico e Dramaturgo Indiano..E ele em um dos seus vários inscrito nos escreveu sobre Deus. E ele disse Assim:
"Não vá ao templo depositar flores aos pés de Deus; antes encha sua própria casa com o perfume do amor. Não vá ao templo acender velas perante o altar de Deus; antes remova a escuridão do pecado no seu coração. Não vá ao templo baixar a cabeça em oração; antes aprenda a inclinar-se humildemente perante seus semelhantes. Não vá ao templo ajoelhar-se para rezar; antes se curve para erguer um oprimido. Não vá ao templo pedir perdão por seus pecados; antes perdoem de coração aqueles que pecaram contra si..."


quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Quero Ser o Poeta da Noite - Rabindranath Tagore



Noite, velada noite,
faz-me teu poeta!
Deixa-me entoar as canções
de todos aqueles
que, pelos séculos dos séculos,
se sentaram em silêncio
à tua sombra!
Deixa-me subir ao teu carro sem rodas
que corre silencioso de mundo a mundo,
tu que és rainha do palácio do tempo,
escura e formosa!

Quantos entendimentos ansiosos
penetraram mudos no teu pátio,
vaguearam sem lâmpada pela tua casa,
à tua procura!
Quantos corações, que a mão do Desconhecido
atravessou com a flecha da alegria,
romperam em cânticos
que sacudiam a tua sombra
até aos alicerces!

Faz-me, ó noite,
o poeta destas almas despertas
que contemplam maravilhadas,
à luz das estrelas,
o tesouro que encontraram
de repente;
o poeta do teu insondável silêncio,
ó noite!

Rabindranath Tagore

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Frases e Pensamentos - Rabindranath Tagore

"Não foi o martelo que deixou perfeitas estas pedras, mas a água, com sua doçura, sua dança e sua canção. Onde a dureza só faz destruir, a suavidade consegue esculpir."

Rabindranath Tagore

sexta-feira, 4 de maio de 2012

Cântico da Esperança - Rabindranath Tagore


Não peça eu nunca 
para me ver livre de perigos, 
mas coragem para afrontá-los. 

Não queira eu 
que se apaguem as minhas dores, 
mas que saiba dominá-las 
no meu coração. 

Não procure eu amigos 
no campo da batalha da vida, 
mas ter forças dentro de mim. 

Não deseje eu ansiosamente 
ser salvo, 
mas ter esperança 
para conquistar pacientemente 
a minha liberdade. 

Não seja eu tão cobarde, Senhor, 
que deseje a tua misericórdia 
no meu triunfo, 
mas apertar a tua mão 
no meu fracasso! 

Rabindradath TagoreIn In "O Coração da Primavera”

domingo, 15 de abril de 2012

Fragmento - Rabindranath Tagore


Sim, bem sei, ó amada do meu coração, tudo isto não é senão 
o teu amor - esta luz dourada que dança sobre as folhas, estas 
nuvens preguiçosas navegando pelo céu, esta brisa fugitiva 
deixando uma frescura em minha fronte.
A luz da manhã inundou os meus olhos - essa é a tua mensagem
ao meu coração. A tua face debruça-se do alto, os teus olhos olham
os meus olhos embaixo, e o meu coração resvala pelos teus pés.
Rabindranath Tagore
                        

sábado, 10 de março de 2012

Frases e Citações - Tagore


“Não desejo que me livre de todos os perigos, mas que me dê valentia para enfrentar todos eles. Não peço que minha dor seja eliminada, mas coragem para dominá-la. Não procuro aliados no campo de batalha da vida, mas forças em mim mesmo. Não imploro, com temor ansioso, para ser salvo, mas peço esperança para ir conquistando, com paciência, minha própria liberdade.”
Tagore

sexta-feira, 2 de março de 2012

Julgamento - Rabindranath Tagore

Não julgues...
Habitas num recanto mínimo desta terra.
Os teus olhos chegam
Até onde alcançam muito pouco...
Ao pouco que ouves
Acrescentas a tua própria voz.
Mantém o bem e o mal, o branco e o negro,
Cuidadosamente separados.
Em vão traças uma linha
Para estabelecer um limite.

Se houver uma melodia escondida no teu interior,
Desperta-a quando percorreres o caminho.
Na canção não há argumento,
Nem o apelo do trabalho...
A quem lhe agradar responderá,
A quem lhe agradar não ficará impassível.
Que importa que uns homens sejam bons
E outros não o sejam?
São viajantes do mesmo caminho.
Não julgues,
Ah, o tempo voa
E toda a discussão é inútil.

Olha, as flores florescem à beira do bosque,
Trazendo uma mensagem do céu,
Porque é um amigo da terra;
Com as chuvas de Julho
A erva inunda a terra de verde,
e enche a sua taça até à borda.
Esquecendo a identidade,
Enche o teu coração de simples alegria.
Viajante,
Disperso ao longo do caminho,
O tesouro amontoa-se à medida que caminhas.


Rabindranath Tagore

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Frases e Citações - Rabindranath Tagore


"Se me é negado o amor, por que, então, amanhece;
por que sussurra o vento do sul entre as folhas recém nascidas?
Se me é negado o amor, por que, então,
A noite entristece com nostálgico silêncio as estrelas?
E por que este desatinado coração continua,
Esperançado e louco, olhando o mar infinito?"

Rabindranath Tagore


sábado, 21 de janeiro de 2012

Amor pacífico e fecundo - Rabindranath Tagore


Não quero amor 

que não saiba dominar-se, 

desse, como vinho espumante, 
que parte o copo e se entorna, 
perdido num instante.

Dá-me esse amor fresco e puro 

como a tua chuva, 

que abençoa a terra sequiosa, 
e enche as talhas do lar. 
Amor que penetre até ao centro da vida, 
e dali se estenda como seiva invisível, 
até aos ramos da árvore da existência, 
e faça nascer 
as flores e os frutos. 
Dá-me esse amor 
que conserva tranquilo o coração, 
na plenitude da paz!


Rabindranath Tagore
In O Coração da Primavera 

Tradução de Manuel Simões

domingo, 8 de janeiro de 2012

O Céu e o Ninho - Rabindranath Tagore



És ao mesmo tempo o céu e o ninho. 

Meu belo amigo, aqui no ninho, 
o teu amor prende a alma 
com mil cores, 
cores e músicas. 

Chega a manhã, 
trazendo na mão a cesta de oiro, 
com a grinalda da formosura, 
para coroar a terra em silêncio! 

Chega a noite pelas veredas não andadas 
dos prados solitários, 
já abandonados pelos rebanhos! 
Traz, na sua bilha de oiro, 
a fresca bebida da paz, 
recolhida 
no mar ocidental do descanso. 

Mas onde o céu infinito se abre, 
para que a alma possa voar, 
reina a branca claridade imaculada. 
Ali não há dia nem noite, 
nem forma, nem cor, 
nem sequer nunca, nunca, 
uma palavra! 


Rabindranath Tagore, in "O Coração da Primavera" 

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Desejo - Rabindranath Tagore



Desejo dizer-lhe as palavras mais profundas, mas não me atrevo, porque temo sua gozação. Por isso acho graça de mim mesmo e transformo em brincadeira meu segredo.
Duvido de minha angústia, para que você não duvide.
Desejo dizer-lhe as palavras mais sinceras, mas não me atrevo, porque temo que não acredite. Por isso as disfarço de mentiras e digo o contrário do que penso.
Me esforço para que minha angústia não pareça absurda para que você não ache que é.
Desejo dizer-lhe as palavras mais valiosas, mas não me atrevo, porque temo não ser correspondido. Por isso me declaro duramente e me orgulho de minha insensibilidade.
Desejo sentar-me silenciosamente a seu lado, mas não me atrevo, porque temo que meus lábios traiam meu coração. Por isso falo disparatadamente, escondendo meu coração atrás das minhas palavras.
Trato a mim mesmo com dureza, para que você não o faça.
Desejo separar-me de você, mas não me atrevo, porque temo que descubra minha covardia. Por isso levanto a cabeça e fico perto de você com ar indiferente.
A constante provocação de nossos olhares remove minha angústia sem piedade.

Rabindranath Tagore 

domingo, 4 de dezembro de 2011

Verdades - Rabindranath Tagore



Roubo do hoje a força
Fazendo nascer o amanhã.
Da janela acompanho com olhar
As nuvens do céu.
De novo a sombra sinistra
Tolda tristemente meus sonhos.

Tua imagem me acompanha
Por todos os lugares por onde ando.
E em todos os momentos
É a tua presença que espanta
As brumas do desconhecido.



Não faço perguntas.
Tenho medo das respostas que já sei.
Liberta do invólucro físico
Devolverei a matéria ao pó de que fora feito.



Vivi meus três caminhos na terra.
Purgatório. Inferno. Céu.
Tudo de acordo com meus projetos,
Minhas atitudes,
Procurando não cair nos mesmos erros.



Agora — vago e espero
Entre tropeços e flagelos
O ressurgir da verdade.



Rabindranath Tagore 

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Flor de Lótus - Rabindranath Tagore



No dia em que a flor de lótus desabrochou
A minha mente vagava, e eu não a percebi.
Minha cesta estava vazia e a flor ficou esquecida.
Somente agora e novamente, uma tristeza caiu sobre mim.
Acordei do meu sonho sentindo o doce rastro
De um perfume no vento sul.
Essa vaga doçura fez o meu coração doer de saudade.
Pareceu-me ser o sopro ardente no verão, procurando completar-se.
Eu não sabia então que a flor estava tão perto de mim
Que ela era minha, e que essa perfeita doçura
Tinha desabrochado no fundo do meu coração.



Rabindranath Tagore

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Se não Falas - Rabindranath Tagore



Se não falas, vou encher o meu coração
Com o teu silêncio, e agüentá-lo.
Ficarei quieto, esperando, como a noite
Em sua vigília estrelada,
Com a cabeça pacientemente inclinada.

A manhã certamente virá,
A escuridão se dissipará, e a tua voz
Se derramará em torrentes douradas por todo o céu.

Então as tuas palavras voarão
Em canções de cada ninho dos meus pássaros,
E as tuas melodias brotarão
Em flores por todos os recantos da minha floresta.

Rabindranath Tagore