Mostrando postagens com marcador Helena Gerenstadt. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Helena Gerenstadt. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Viver sem medo - Helena Gerenstadt

Imaginemos uma vida sem medo. Imaginemos a sensação de viver em plena confiança e Fé, sem duvidar nunca que o melhor que possamos imaginar nos chegará, como a todos que amamos. Uma vida assim é possível, mas não poderá ocorrer sem a intenção e a devoção para este propósito.

A maioria de nós vive a vida com medo. Temos medo de não conseguir o que necessitamos, seja no amor, segurança, dinheiro, amigos, trabalho ou conhecimentos. A maioria das pessoas toma decisões baseadas no medo.
O problema de utilizar o medo, como base em nossas estruturas vitais, é que o medo não tem consistência por si mesmo, por ele não sustentar nada, justamente por ser estéril. O medo é algo estranho, que fecha os corações e causa névoas profundas na mente. Quando vivemos com medo, não conseguimos pensar direito, e assim, não vivemos com nosso potencial. 

O que realmente interessa é viver bem com nosso próprio “eu”, o que pode significar ter que iniciar um trabalho de limpeza interna e ter uma relação íntima com o divino, na forma que agrade. Quando estamos de bem com nós mesmos, e em perfeito contato com a essência divina, não temos nada a temer. 

Todos os medos nascem do medo à morte. É instintivo de nós querer viver, mas não podemos negar que devemos deixar esta forma corpórea algum dia. As mudanças interiores também simbolizam uma espécie de morte, que é a transformação de uma vida para outra.

Viver com medo nos distrai de nosso verdadeiro propósito de vida e da nossa existência na Terra. Paremos para analisar todos os medos, que anos de preocupações ocuparam nossa mente; perceberemos que os mesmos jamais ocorreram. Muitas vezes o destino se encarrega de mudar os fatos, seja através de nossas meditações, orações ou simplesmente mudanças interiores.

Em todos os séculos sempre surgiram predições de catástrofes, desastres, da escuridão e do Juízo Final. Algo ocorre e algo não. Não se pode viver a vida baseando-se no “talvez”, que seria um triste desperdício do potencial humano. Quando enfocamos nossos pensamentos e energias para a divindade da vida, o Todo Poderoso, começamos sentir sua onipresença e o medo se evapora.

Somos uma expressão de Deus com forma e, portanto, não devemos sentir medo. Existem pessoas que são felizes com seus dramas e ficam aborrecidas quando estão em paz. Talvez viver com incertezas as fazem se sentirem mais vivas. Cada pessoa “faz” suas emoções. Existe muito trabalho a ser feito, seja com os mais humildes ou com o nosso Planeta. Devemos primeiramente buscar tempo para interiorizarmos, centrarmos e ter uma experiência pessoal com o Divino. Depois devemos fazer amizade com os nossos temores e medos, para entender o que eles querem nos ensinar.

Viver a vida com amor e fé não gera espaço para medos e dúvidas constantes. Viver a vida no presente, com a intenção consciente de amor e honrar a todos e tudo que nos rodeira, nos fará amarmos e honrarmos a nós mesmos.


 Helena Gerenstadt

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Alcançar objetivos - Helena Gerenstadt

AS 12 FERRAMENTAS PARA NOSSA REFLEXÃO

Saúde e Disposição: apesar de todas as áreas serem importantes, vamos iniciar com a relacionada à nossa saúde e disposição. Aqui, vamos avaliar como está nosso cuidado com a saúde e o quanto estamos dispostos a exercer as funções básicas de nosso dia a dia. Você dorme bem? Alimenta-se corretamente? Acorda disposto para mais um dia de trabalho, ou lazer? O que precisa de uma atenção mais acurada?

Desenvolvimento Intelectual: pensar somente na nossa saúde não é o suficiente. Precisamos também manter nosso desenvolvimento intelectual em dia. Isso pode ser feito de diversas maneiras;
- leitura diária de jornais e periódicos;
- leitura de livros de teores egêneros diversos;
- cursos e seminários de especialização;
- cursos de idiomas;
- participação de congressos e palestras;
- assistir filmes,frequentar teatros e exposições culturais;

Equilíbrio Emocional: saber como controlar nossos sentimentos e emoções são de extrema importância para que possamos nos preparar e realizar mudanças em nossa vida. Quando avaliamos esta área, estamos com foco em nosso controle emocional e nossa capacidade de raciocinar em momentos de crise, seja pessoal ou profissional. Reflita um pouco sobre estas questões: como você se comporta diante de uma negativa em seus relacionamentos pessoais e profissionais? Como você se sente em relação ao fracasso? E ao Sucesso? Você se considera uma pessoa controlada?

Realização e Propósito: ter realizações e propósitos de vida deve ser o objetivo principal de qualquer pessoa. Um indivíduo sem propósito tem grandes chances de se tornar uma pessoa infeliz, revivendo dia após dia o seu fracasso e a sua desilusão com a vida. Ter esta área da vida bem equilibrada ajuda você a atingir seus objetivos. Você tem algum propósito de vida? Você tem realizações bem sucedidas em seu currículo pessoal? Como está o andamento de seus projetos, sonhos e objetivos?
- Faça uma lista com 10 Realizações e Propósitos para sua vida nos próximos 5 anos;
- Faça uma nova lista similar, para o seu próximo ano;
- Estipule um cronograma para cada elemento das duas listas;
- Verifique se você possui todas as habilidades e recursos necessários para realizar seus objetivos no cronograma estipulado;

Recursos Financeiros: o dinheiro por si não deve ser a única motivação para um indivíduo, mas concordamos que sem ele qualquer outra área de nossa vida padece. Neste caso, é importante avaliarmos como estamos controlando nosso dinheiro. Temos que ter em mente que ele não deve nos trazer preocupações e transtorno, mas sim, auxiliar no desenvolvimento de nossas metas e objetivos. Tratar de forma séria nossos recursos financeiros fortalece nosso processo de conquista e melhoria continua. Você sabe de onde vem o seu dinheiro?

Contribuição Social: não existe maior satisfação pessoal, não existe nenhum pagamento que possa trazer tanta alegria quanto você ser solidário a outro. Nenhuma outra área da vida está completa, se não pudermos dividir nossa felicidade com as pessoas que nos cercam, conhecidas ou não. É por este motivo que devemos avaliar esta área de nossa vida. Como você tem participado da comunidade que vive, em relação à sua Contribuição Social? Pare alguns minutos do seu dia a dia e reveja este seu lado mais humano, de ser solidario e contribuir para a sociedade.

Família: este é um tema bastante polêmico. É sabido que cada pessoa tem a sua familia e a sua forma de lidar com a mesma. Mas é importante percebemos que cada membro de nossa familia tem a sua importância e dar esta importância aos mesmos pode lhe ajudar a alcançar a felicidade e a realização de seus objetivos. Como você administra o seu tempo em relação à sua familia? Como você se comporta em reuniões familiares, e contatos com as pessoas que fazem parte de seu circulo familiar? A familia é a base para nosso sucesso e para nossa caminhada e saber como está nosso Nível de Satisfação em relação aos nossos familiares pode ser de grande ajuda.

Relacionamento Amoroso: estar bem em nossos relacionamentos amorosos é um fator importante para que outras áreas de nossa vida se desenvolvam plenamente. Um coração tranquilo garante uma mente tranquila. Um relacionamento amoroso deve ser recíproco, e quando isso ocorre, temos uma força incalculável para alcançar nossos sonhos mais impossíveis. Por isso é importante avaliarmos esta área de nossa vida com muita calma, pois, às vezes nossos relacionamentos podem parecer bons, mas estão passando por crises internas e por momentos de comodismo que podem atrapalhar nosso desenvolvimento pessoal.

Vida Social: ter uma boa vida social também é importante em nossa vida. Saber se socializar e se divertir em contato com amigos pode ser um diferencial que faz uma grande diferença quando estamos buscando nossa felicidade e nosso conforto. Você se relaciona bem com seus amigos? Você faz parte ativa de seu grupo social? Como você se relaciona com seus amigos pessoais e profissionais?

Hobbies e Diversões: é importante termos um tempo para que possamos estar em contato com nosso próprio "eu". Um Hobby faz parte de uma vida de sucesso e ,neste mesmo aspecto, precisamos sempre nos divertir seja na dimensão pessoal como também na profissional. Você possui um Hobby? Tem algo que você goste de fazer para passar seus momentos de lazer? Como você se diverte?

Plenitude e Felicidade: este é o ponto principal a ser explorado em todos os aspectos de nossas vidas. Todos os indivíduos, em seu mais íntimo ser, buscam a felicidade. Viver com plenitude e felicidade é um fator que diferencia as pessoas de sucesso das outras. Ao analisar esta área de sua vida, tenha em mente que plenitude e felicidade são condições primárias para realizar qualquer um de nossos sonhos e desejos. Você não pode afirmar que está vivendo em plenitude e que está feliz, mas sim, deve afirmar que você É UMA PESSOA PLENA E FELIZ.

Espiritualidade: somos formados por uma trindade, somos a união da Mente, Corpo e Espírito. Podemos estar com uma saúde impecável, mas se nossa mente e nosso espírito não estão em suas melhores formas, não estamos completos. Da mesma forma, podemos ser um Ás mental, mas se nosso corpo e nosso espírito não estão condizentes, também não estamos completos. A espiritualidade não é somente o fato de se seguir uma religião, mas sim deve fazer parte de seu modo de viver, a partir dos princípios básicos que nos foram ensinados e que fazem partes de todas as doutrinas conhecidas.

Helena Gerenstadt