segunda-feira, 3 de março de 2014

Tolerância: significa suportar? - Paulo Valzacchi

Se você consultar o dicionário, observará um significado interessante à palavra tolerância.

SUPORTAR!

Bem, a partir daí, descobri que existem dois significados à palavra tolerância, um de senso comum: SUPORTAR e outro de senso espiritual: ENTENDER E RESPEITAR.

Na verdade, estamos acostumados com o senso comum, afinal, o que fazemos diante das seguintes colocações:

O pagamento do IPTU, todo ano o valor sobe, você paga um absurdo para que? Para ter uma rua esburacada, uma calçada de péssima qualidade, uma terrível iluminação, uma árvore que você não pode plantar, nem retirar.
O pagamento do IPVA, para onde vai esse dinheiro? Tudo o que se refere a trânsito é caótico.
Sem contar a luz, a água, o supermercado, os impostos são gritantes, você literalmente paga para os políticos fazerem a festa com nosso dinheiro.
Toleramos a corrupção descarada, a falta de segurança, a falta de uma educação melhor e para piorar, você paga para aguardar de 4 a 12 horas para ser atendido num hospital público. Aqui se aplica a palavra tolerar - afinal, nós suportamos, muitas vezes calados, tudo isso.

Mas em se tratando de gente, precisamos antes de mais nada retirar de nosso vocabulário este significado, não precisamos suportar, precisamos entender nosso próximo, entender que ele tem defeitos como nós também temos, respeitar e aceitar a sua individualidade, seus sonhos, seu jeito de falar, seu processo de aprendizado, seu ritmo.

Quantas e quantas pessoas toleram tantas coisas do governo, da corrupção, da política, e chega em casa não tolera a atitude de um filho, uma conversa da esposa.

É preciso começar a entender que temos de respeitar as diferenças, e elas começam em nosso lar.

Cada um tem um DNA (Deus é nosso autor) ninguém precisa ser do seu jeito, ou fazer as coisas do seu modo.

Quando teimamos em sermos perfeitos, começamos a colocar o senso de razão exclusivamente no que nós pensamos e fazemos; iniciamos, assim, o processo de inflexibilidade.

Quantos e quantos casais preferem uma boa disputa, para ver quem tem razão, ao invés de renunciar um pouquinho aqui e um pouquinho ali, tolerando, respeitando, entendendo o ponto de vista do outro.

Dizem que Deus nos deus uma boca e duas orelhas, uma boca para falar e duas orelhas, para ouvir, mais do que falar, mas isso não é verdade, Deus nos deu as duas orelhas, uma para ouvir um lado, outro para ouvir o outro, escute um pouco o outro lado.

As vezes queremos ter plena razão e moralidade exagerada, e gritar em alto e bom som aos nossos filhos, que o certo é assim, que em nossa época nós eramos diferentes, mas ninguém fala que nos anos 70, você era um hippie e que gostava de curtir, ou que adorava musica alta e hoje não aceita as mesmas coisas do filho.

Olhar um pouco o que éramos nos faz entender o processo que cada um passa, e nos faz respeitar um pouco mais tudo isso.

Tolerância comum é algo que não deveríamos ter tanto, mas tolerância no sentido espiritual, que envolve nossa família, nosso trabalho, e as pessoas que nos cercam, é um bem necessário.

Olhe ao seu redor, você sabe me dizer o que está acontecendo no mundo, no oriente médio, por exemplo?

A busca pelo poder, através do fanatismo, uma das formas de intolerância, que não respeitam o próximo.

Esse fanatismo deve ser banido, você não precisa arrastar ninguém para o jeito que você vive, mas sim dar exemplo de como viver melhor.

Nossa maior responsabilidade é mudarmos aqui dentro...
Para assim mudar o mundo!

Tolere mais no sentido espiritual.


Paulo Valzacchi
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares