terça-feira, 27 de novembro de 2012

Mensagem do dia - O tempo do relógio


Vivemos atualmente tempos alucinantes, em que tudo se sucede de forma rápida e vertiginosa, sem termos tempo de assimilar e compreender verdadeiramente aquilo que se passa à nossa volta. Todos nos queixamos (uns mais do que outros) de que os dias não chegam para fazer tudo, de que nos falta sempre tempo para estarmos com quem mais gostamos, etc. etc. etc.
De fato, tudo e todos parecem-nos exigir não calma e ponderação, mas antes eficácia, rapidez e desembaraço. Se não vejamos: todos os dias temos de chegar a horas ao emprego ou à escola, temos de almoçar a determinadas horas, temos de chegar a casa a determinadas horas, temos de fazer o jantar para determinadas horas, temos de chegar ao cinema a determinadas horas, temos de ir às compras a determinadas horas, só nos poderemos divertir a determinadas horas, enfim os exemplos são inúmeros.
Por isso, hoje somos todos um pouco escravos do relógio, pois é um objeto sem o qual não passamos, que está presente em tudo quanto é sítio, que nos indica se estamos ou não atrasados para um determinado compromisso profissional, que nos indica se teremos ou não tempo para estarmos com aquela pessoa que já não víamos há muito tempo ou se ainda poderemos "dar um salto" no ginásio.
Se um extraterrestre nos viesse visitar talvez nos descrevesse como sendo criaturas irracionais e autênticas "baratas tontas", que passamos a vida a correr sem sabermos no fundo o que somos, o que queremos, para onde vamos.
Muitas vezes julgamos tudo saber, tudo controlar mas isso não é bem assim. A sociedade está organizada para que não tenhamos tempo para pensar, para refletir, para desenvolver uma postura crítica face às situações e circunstâncias da nossa vida quotidiana. Talvez isto interesse aos poderosos, aos governantes que assim vão tendo tempo para nos controlar com os seus esquemas e com os seus jogos do faz de conta ou do "olha para o que eu digo não olhes para o que eu faço".
Em jeito de conclusão e parafraseando o sábio Pitágoras podemos dizer que o homem só será "a medida de todas as coisas", quando deixar de ser escravo do relógio.
Aqui ficam allgumas frases célebres que podem complementar a nossa reflexão:
- As horas de loucura são medidas pelo relógio; mas nenhum relógio mede as de sabedoria (William Blake)
- A vida mede-se pela intensidade não pelo movimento do relógio (G.MacDonald)
- O coração é o relógio da vida. Quem não o consulta anda, naturalmente, fora do tempo (Machado de Assis)
- Os dias talvez sejam iguais para um relógio, mas não para um homem (Marcel Proust)
- A liberdade consiste em não usar relógio (Sofocleto)

Autor desconhecido
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares