sábado, 13 de outubro de 2012

O Comportamento Humano - Leo Buscaglia

Acho que todos nós pensamos conhecer a vida, as pessoas e nós mesmos, mas esquecemos que valorizar tudo isso significa amar. Ninguém ensina nada aos outros, apenas devemos aprender com os acontecimentos do dia a dia. Devemos aprender a compreender os fatos. Já dizia Carl Rogers:

- “Sabe que não acredito que alguém jamais tenha ensinado alguma coisa a outro. Duvido da eficácia do ensino. A única coisa que sei é que quem quiser aprender, aprenderá. E talvez o professor seja um fator que facilite, uma pessoa que apresenta as coisas e mostre aos outros como é empolgante e maravilhoso, e os convida a provarem!”

Acredito que é isso o que cada um pode fazer; não devemos obrigar ninguém a fazer o que não deseja. Acho que isso é viver: não achar que seremos adultos; teremos liberdade e faremos o que acreditamos que deva ser o certo e que não precisaremos mais de ninguém.

Pensamos que, para sermos adultos, temos de ser independentes e não precisar de ninguém. E é por isso que estamos todos morrendo de solidão. Há anos escutamos a frase:

- “Você é tudo que você tem. Portanto, torne-se a pessoa mais bela, terna, maravilhosa do mundo. E, então, há de sobreviver para sempre.”

Acredito que, se nos dermos por inteiro, aí sim poderemos pensar no próximo. Abaixo algumas citações que acho que devem ser analisadas e, se possível, farão você pensar na sua existência:

- “Minha felicidade sou eu, não você. Não só porque você pode ser temporário, mas também porque você quer que eu seja o que não sou”.

- “Não posso ser feliz quando mudo só para satisfazer o seu egoísmo. Nem posso me sentir contente quando você me critica por não ter os seus pensamentos, ou por ver como você vê. Você me chama de rebelde. No entanto, cada vez que rejeitei as suas crenças, você se rebelou contra as minhas.

Não procuro moldar a sua mente. Sei que você está se esforçando muito para ser só você. E não posso permitir que me diga o que ser, pois estou me concentrando em ser eu”.

E, por fim:

- “Você disse que eu era transparente e fácil de esquecer. Mas, então, por que tentou usar a minha vida, para provar a si mesmo o que você é?”

Pensem nisso tudo e analisem com carinho o comportamento das suas vidas e se vale a pena não se amar e perder as esperanças. Acho que para tudo existe uma explicação e uma luz no fim do túnel; por isso, acredito que a vida pode ser bela e feliz; afinal, basta acreditar em si.

A fim de aprender, temos de ser livres. Você tem de ser livre para experimentar, tentar, livre para errar, e olha que eu lucro muito com os meus erros! O segredo apenas está em não errar duas vezes. Mas seja livre para experimentar e tentar!

Gostaria de terminar com uma citação de Leo Rosten que, a seu modo especial, diz tudo:

- De certo modo, porém, pequeno e secreto, cada um de nós é um pouco louco… No fundo, todos se sentem sós e querem ser compreendidos; mas nunca podemos entender inteiramente outra pessoa, e cada um de nós permanece meio estranho até para os que nos amam…

Os fracos é que são cruéis; só se pode esperar a brandura dos fortes… Os que não conhecem o medo não são realmente valentes, pois a coragem é a capacidade de enfrentar o que se pode imaginar…

Compreendemos melhor as pessoas se olharmos para elas – por mais velhas ou imponentes que pareçam – como se fossem crianças. Pois a maior parte de nós nunca amadurece, apenas fica mais alta…

A felicidade só chega quando impelimos os nossos cérebros e corações aos extremos do que somos capazes… O objetivo da vida é importar – contar, representar alguma coisa, fazer com que a nossa vida conte alguma coisa.

Leo Buscaglia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares