domingo, 22 de julho de 2012

A inquietude da roseira - Alfonsina Storni


A roseira em seu inquieto modo de florescer 
Vai queimando a seiva que alimenta seu ser. 
Prestai atenção nas rosas que caem no rosal: 
Tantas caem que a planta morrerá deste mal! 
Não é adulta a roseira e sua vida impaciente 
Se consome ao dar flores precipitadamente. 


 Alfonsina Storni
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares