domingo, 1 de abril de 2012

Mudança, mudanças… - Paulo Roberto Gaefke


Se você ainda insiste naquela ladainha:
Eu nasci assim e quem quiser que goste assim!
Ou aquela famosa frase dos “cabeças-duras”:
Eu não vou mudar nunca. Gostou, gostou. Não gostou tchau!
Pode ir repensando a frase, ou a própria vida!
Ninguém, nem as pedras ficam isentas de modificações.
O tempo, sábio mestre silencioso, molda a tudo e a todos.
Junto com a própria Vida, o tempo traz elementos de mudança:
- para uns, o amor, que tudo transforma.
- para outros, a dor, que não deixa sombra de dúvidas sobre a necessidade de mudar.
Ai de quem não se dobrar perante o tempo!
Ai daqueles que fecham o coração e trancam a mente numa pobre rebeldia.
Pessoas desgovernadas que “se acham”…
A vida tem oferecido muitos desafios?
Seu dia está cheio de problemas?
Faz tempo que você não encontra alguém legal?
Seu relacionamento vive de altos e baixos?
Seu emprego é sempre “ruim”?
Sua escola e seus professores são castigos?
Você odeia a segunda-feira tanto quanto ama a sexta-feira?

Recicle os pensamentos!
Aceite as mudanças que a vida pede.
Não espere a dor virar “crônica” para buscar ajuda.
nem sempre conseguimos fazer mudanças, como nos vícios por exemplo.
Nessa hora, o espírito orgulhoso que acompanha os “turrões”,
deve encontrar-se com a humildade e pedir ajuda!
É tempo de mudanças possíveis.
As impossíveis, o próprio tempo se encarregará delas.
Aceite as mais urgentes e comece agora.
um passo de cada vez, rumo a sua vitória pessoal.
Paulo Roberto Gaefke

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares