domingo, 15 de abril de 2012

Fragmento - Rabindranath Tagore


Sim, bem sei, ó amada do meu coração, tudo isto não é senão 
o teu amor - esta luz dourada que dança sobre as folhas, estas 
nuvens preguiçosas navegando pelo céu, esta brisa fugitiva 
deixando uma frescura em minha fronte.
A luz da manhã inundou os meus olhos - essa é a tua mensagem
ao meu coração. A tua face debruça-se do alto, os teus olhos olham
os meus olhos embaixo, e o meu coração resvala pelos teus pés.
Rabindranath Tagore
                        
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares