domingo, 18 de março de 2012

O coração nunca para - Clarissa Corrêa


Depois que chega o fim, a primeira coisa que você faz é dançar com as tantas interrogações que te chamam para a pista. Dança com uma, dança com outra. E quando vai sentar para descansar os pés, chega mais uma com um sorriso cheio de convite e você acaba aceitando. Dança e dança e dança. Com dor, com dúvida, com o gosto azedo da falta na boca.

Terminar o que a gente começa não é fácil. Eu e você sabemos como é difícil terminar uma dieta, como é difícil vencer o sono e terminar mais um capítulo, como é difícil terminar uma série de abdominais, como é difícil terminar de engolir aquele sapo gordo e desgraçado. Não deixe que zombem do seu amor. Tem gente que acha que terminar casamento é complicado, mas que acabar um namoro é facinho. Bobos. Não sabem de nada. As coisas não precisam ter nome para serem sentidas. Um casamento não é mais importante que um namoro. Tudo depende da intensidade que a coisa tem. Da importância que você dá. Do quanto seu coração se entrega.

É difícil a gente se dar um ultimato. É difícil dizer chega, não quero mais isso pra mim. É difícil a gente falar deu, é hora de encerrar essa história. É difícil a gente terminar um sentimento dentro da gente mesmo. Não existe um botão que delete uma emoção. Seja ela amor, paixão, afeto, carinho.

As dúvidas sempre rondam a nossa cabeça. Será que foi a coisa certa? Será que não vou me arrepender amanhã? Será que vou sentir saudade? Por que ele fez isso comigo? Por que ele não me ama mais? Será que arrumou outra? Será que ela é melhor que eu? O que eu fiz de errado? Será que ele vai voltar atrás e me ligar amanhã? Será que ele vai esquecer tudo que passamos juntos? Será que eu vou conseguir amar de novo? Será que vou superar?

O ser humano adora procurar um motivo para sofrer. Adora arrumar uma infelicidade para contar para o outro. É assim comigo, é assim com você. Acho que quando a gente amadurece emocionalmente se dá conta do seguinte: fazemos o possível, o que está ao nosso alcance. Se não deu certo, paciência. Isso não vai te fazer melhor ou pior que ninguém. Você não vai ser rotulada de fracassada. Você não vai ficar solteira até o fim da vida. Você vai, sim, amar de novo. Porque o coração nunca para.

Clarissa Corrêa

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares