terça-feira, 6 de março de 2012

Nas rotas das soluções - Roque Schneider

No fundo, tudo seria tão diferente, e os problemas humanos se apequenariam, se nos jogássemos de cabeça, decididos, confiantes, pelas veredas da paz, pelos caminhos do Evangelho, do amor, da fraternidade.
A  mais cristalina boa vontade talvez não seja suficiente   para modificar a face da terra.
Uma corrente universal de  boa vontade, no entanto, quanto bem não poderia realizar!
O desamor continuará fazendo estragos. A violência prosseguirá matando.
O ódio, a desonestidade e a rapina selvagem jamais morrerão de todo, enquanto o mundo for mundo. Porque o egoísmo sempre terá seus cultores, fracos ou mal intencionados.
Mas seria tão gratificante e maravilhoso, se o MILAGRE DO AMOR acontecesse. Não da noite para o dia, porque é preciso ser realista.
Soluções à vista? Algum remédio ao nosso alcance? Algum segredo disponível?
Sim. Eles existem. Porque todo esforço vale, todo empenho ajuda e qualquer esperança constrói, mesmo pisando escombros e desafiando percalços.
Depende um pouco de mim, de você, de cada um de nós. A união faz a força. As decisões pessoais e coletivas podem operar o milagre.

Senhor,
sei que é difícil converter pedras em corações bondosos. Mas talvez eu consiga plantar alguma flor de alegria nalgum recanto perdido ou chão aparentemente estéril.
Com certeza, parte do meu trabalho, das minhas preces, dos meus recados e reflexões cairá no vazio, sem a menor ressonância. Mas ao menos não durmo, de braços cruzados, nas arquibancadas da omissão.
Criatura alguma conseguirá humanizar o mundo inteiro. Eu sei. Todavia, quero jogar algumas migalhas de conforto, de luz e esperança na mesa larga da vida. Porque ainda acredito no milagre e nos meus irmãos. E o mal, embora tão espraiado, jamais fará que eu jogue os remos no fundo do barco.
Senhor, dá-me esta graça: quero viver e lutar, remando, servindo, lutando, escrevendo, rezando, sorrindo, confiando. Mesmo que seja contra toda a esperança.
A esperança é a estrela luminosa dentro do meu existir.

Pe. Roque Schneider In Pausa para meditação
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares