sábado, 24 de março de 2012

Eu, eu mesmo - Fernando Pessoa

Eu, eu mesmo...
Cheio de todos os cansaços
Quantos o mundo pode dar.
Eu...

Afinal tudo, porque tudo é eu.
E até as estrelas, ao que parece,
Me saíram da algibeira para deslumbrar crianças...
Que crianças não sei...
Eu...
Imperfeito? Incógnito? Divino?
Não sei...
Eu...
Tive um passado? Sem dúvida...
A vida que pare de aqui a pouco...
Mas eu, eu...
Eu sou eu...
Eu fico eu...
Eu...

Álvaro de Campos, um dos heterônimos de
Fernando Pessoa
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares