terça-feira, 27 de março de 2012

Deus não castiga. Nunca !!! - Fabiano Ferreira

Responda rápido: Deus castiga? Deus pune? Deus perdoa? Sua resposta, muito provavelmente, estará em consonância com sua história de vida, com sua educação, sua religião (ou ausência dela), enfim, estará amparada por sua experiência com Deus, com o Divino, o Sagrado.

Independentemente de suas crenças, arrisco a dizer que vez ou outra na vida você se sentiu "vigiado" por Deus e ao fazer algo que considera errado ficou arrependido e até pediu perdão. Ok, em geral agimos como a maioria. Mas agora o convido a refletir sobre uma outra imagem de Deus, perfeitamente possível, necessária e libertadora.

Toco neste assunto porque conversando com um amigo, dia desses, ele me falou da força que a religião repressora que teve na infância e adolescência provocou em seu comportamento e o quanto isso o afeta até hoje. Ele me contou que sempre ouviu dos pais, dos irmãos e dos freqüentadores de sua igreja as seguintes afirmações: "Isso é pecado", "Olha que Deus castiga", "Se você fizer isso Deus vai ficar bravo com você", "Peça perdão a Deus senão vai para o inferno" e daí por diante. Aproveitei a ocasião para expor a ele minhas concepções a respeito do assunto, internalizadas com certo esforço no intuito de me libertar de dogmas e viver de forma mais plena e feliz. Vamos por partes:

Deus não pune nunca

Deus tem essência Divina, perfeita, absoluta. Se ele punisse ele estaria usando o comportamento humano para agir, o que não faz sentido para Ele, que é a Inteligência Suprema do Universo.

Deus não castiga

Deus não é vingativo. Se fosse assim, a humanidade viveria em caos constante, numa guerra sem fim. Deus simplesmente nos ama, sejamos pobres ou ricos, bonitos ou feios, honestos ou corruptos, assassinos ou benfeitores. Deus nos ama tanto que nos dá o livre arbítrio para fazemos nossas escolhas. Se há alguém que nos castiga somos nós mesmos, que pela ignorância e tantas outras más escolhas acabamos optando por caminhos que nos tiram do nosso propósito de sermos felizes.

Deus não perdoa

Ele não precisa perdoar porque Ele não se ofende. Só perdoa quem se sente ofendido. Como ele não é humano e é puro princípio de amor, não perdoa. Nós nunca ofendemos a Deus. O que fazemos sim são escolhas equivocadas que quando não fere o semelhante prejudica a nós mesmos e ao universo do qual fazemos parte.

Deu não fica bravo

Deus não é um homem barbudo vestido de branco que fica sentado num trono majestoso com seu cajado esperando os pobres mortais para julgá-los. Deus é puro amor, sabedoria plena e por isso mesmo não vai nos julgar nunca, não vai nunca ficar bravo. Ele é muito puro e nos ama incondicionalmente e por isso jamais teria um comportamento que é demasiadamente humano. Fez uma escolha inadequada, "pisou na bola"? Deus continua lá, de braços abertos para acolhê-lo.

Deus não julga

Deus não discrimina, não julga, não separa bons e maus, não faz distinção de raça ou cor. Então por que insistimos, muitas vezes, em segregar, julgar e dar opiniões quase insanas sobre o comportamento dos outros? Deus não julga. Ao invés disso Ele quer chances para se manifestar entre nós. Basta que sigamos seu exemplo.

Uma nova visão

Se você está convencido ou não sobre essa nova visão sobre Deus, isso não importa. Mas se chegou até aqui na leitura deste artigo provavelmente se interessou por esta proposta que visa quebrar mitos, amarras e dogmas que temos a respeito de Deus. Convido você agora para não ficar mais um minuto sequer longe de Deus. E vou mais longe: Ele está dentro de você. Não espere mais.

Aproxime-se Dele agora.

Fabiano Ferreira
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares